ALGUMA NOTÍCIA NA MIDIA

LUIZ E LUZINETE

Luzinete Laporte e Luis Manoel Siqueira têm muita coisa em comum. São autores de romances e novelas, ambos detentores de prêmios da Academia Pernambucana de Letras. Luzinete vive em Garanhuns, Luis viveu ali muitos anos. Os dois têm um grande amor por esta terra pernambucana e escrevem bem.
Nesta semana me chegaram seus livros recém-editados. A novela quase-confissão de Luzinete, Limiar, é uma cuidada publicação da Polys Editora, leia-se Manoel Neto Teixeira, que assina o prefácio, traz uma bela capa de Marcos cordeiro, e teve o apoio da Casa Civil do Estado. O livro de Luis Manoel, tem um título que já lhe anuncia o teor: Será por ti Sertão, e um subtítulo que remete a anteriores leituras do autor, e a referencias extra-literárias. Ninguém Escreve ao Coronel Ludugero. Limiar é uma delicada e suave meditação sobre o amor, sobre a dificuldade de ser, sobre as diferentes máscaras que usamos nas relações com os outros. Com estilo conciso, denso, que caracteriza os textos de Luzinete, precedido aqui por um poema de Janice Japiassu, que anuncia “Vivo de milagres e sinais”. Limiar é para ser lido com calma, inteligência e disponibilidade para compartilhar experiências.
Luis alterna imaginárias cartas ao personagem criado na rádio há uns anos e discussões sobre o sertão, sua riqueza e miséria, estudada por Ulisses Lins de Albuquerque e Abdias moura e por técnicos da Sudene, dos quais muitas boas sugestões contidas em relatórios de pesquisas não foram levadas a sério. Luis utilizou suas experiências e vivência de geólogo e poeta, estudioso dos problemas da região, que ele bem conhece, fornecendo-nos dados pungentes, com os quais ele próprio sofre, contados com a mente e com o coração. Um livro que todo nordestino deveria ler, que resume em suas 52 páginas a esperança que faz viver o sertanejo, apesar do descaso dos governos ao longo dos anos.

Luzilá Gonçalves Ferreira, Escritora, Profª de Literatura da UFPE, Membro da Academia Pernambucana de Letras – Coluna “Letras às Terças” – DIÁRIO DE PERNAMBUCO, Caderno Viver,15/04/2008.





Cia Máscaras de Teatro adaptou e encenou NORMAN E O MOTOR DA SALA
por mais de 10 anos em diversos teatros e salas do nordeste do Brasil


Gazeta do São Francisco - Caderno II
Temporada de reinaugaração do Cine Teatro Guarany - Triunfo -PE
"NORMAN E O MOTOR DA SALA"